RESTA UM
1997




Resta Um
é uma homenagem a Brahms no centenário de sua morte. A transposição para corpos e espaço das linhas melódicas, ritmos e contrapontos deste Allegro de forma sonata. Cinco intérpretes para um Quarteto de Cordas.
Resta Um...

Foi um desafio e um rico aprendizado coreografar para o Corpo de Baile do Theatro Municipal do Rio de Janeiro.A experiência de ter trabalhado como bailarina em companhias, no Brasil e no exterior, foi bastante importante para que eu pudesse compreender e aproximar-me de uma estrutura diversa daquela que construí com minha própria companhia de dança, em que as criações são fruto de um longo e minucioso processo de pesquisa tanto da linguagem corporal quanto da trilha sonora, sempre especialmente composta.Durante dois meses de trabalho intenso constatei a imensa possibilidade que se abre quando se confrontam e somam-se técnicas, estilos e diferentes processos criativos.Nesse período, foram essenciais a liberdade de criação que me foi concedida, a confiança de Jean-Yves Lormeau em meu trabalho, o convívio com os bailarinos, que muito me ensinaram com suas dúvidas e com sua disponibilidade para aprender a enfrentar o desconhecido, e a colaboração especial de minha companhia, com a qual estudei e desenvolvi essa coreografia.



Música: Johannes Brahms (Quarteto de Cordas Opus 51, nº 1, Allegro)
Figurinos: Cica Modesto
Cenário: Keller Veiga
Iluminação: Maneco Quinderé
Assessoria Musical: Zeca Assumpção

Assistentes de coreografia: Denise Thereza Stutz e Marcela Levi
Ensaiadora: Vilma Rocha

Agradecimentos a Mariana Roquette-Pinto, Micheline Torres, Magda Modesto, Milton Giglio, Paulo Pederneiras, Egberto Gismonti, Nelson Ayres e Jacques Morelembaum.

Quarteto de Cordas
Violinos: Angelo Dell’Orto (
spalla) e Mariana Salles
Viola: Jairo Diniz
Violoncelo: Marcelo Salles



voltar