AQUILO DE QUE SOMOS FEITOS
2000



projeto gráfico de monica sofiatti sobre foto de tatiana altberg


Levantar ou tirar aquilo que cobria; pôr a vista; encontrar; descobrir; achar; encontrar pela primeira vez; manifestar; revelar; descobrir segredos;inventar; notar; dar a conhecer; tornar-se claro; aparecer à vista; tirar o chapéu; revelar sua identidade; mostrar-se; aparecer; dar a conhecer-se.
AQUILO DE QUE SOMOS FEITOS é a soma de dois anos de ensaios diários, pesquisas e improvisações. Não há separação entre palco e platéia, nem cenários ou cadeiras, fazendo com que, em algumas partes, o público faça parte da ação. Por isso, o número de pessoas por espetáculo é reduzido (no máximo 120).
Desde sua estréia, em julho de 2000, no Rio de Janeiro,
AQUILO DE QUE SOMOS FEITOS já foi apresentado em todas as regiões do Brasil. No exterior, o espetáculo alcançou sucesso de crítica e público nas turnês realizadas na Europa, Américas do Sul e do Norte. Na Escócia, onde participou do Fringe Festival, recebeu o prêmio Herald Angel como um dos melhores espetáculos apresentados nos festivais de Edimburgo em 2002.

PREMIO MELHOR COREOGRAFIA E MELHOR TRILHA SONORA - RIO DANÇA 2000
PREMIO HERALD ANGEL – FRINGE FESTIVAL, EDIMBURGO, 2002


Criação e direção
Lia Rodrigues

Interpretação
Amália Lima, Allyson Amaral, Gustavo Barros, Ana Paula Kamozaki, Leonardo Nunes, Thais Galliac, Calixto Neto, Carolina Campos, Volmir Cordeiro,Lidia Larangeira, Priscila Maia, Clarissa Rego, Gabriele Nascimento, Jeane de Lima, Luana Bezerra

Colaboração na Criação
Marcela Levi, Micheline Torres, Amália Lima,Marcele Sampaio, Gustavo Barros, Rodrigo Maia, Clauida Muller

Música
Zeca Assumpção

Iluminação
Milton Giglio

Programação Visual
Monica Sofiatti

Fotos e montagem de fotos
Tatiana Altberg

Co-produção
Compagnie Maguy Marin e Centre Chorégraphique National de Rillieux-la-Pape


voltar